Impérios contra-atacam: Rússia, Índia e China abandonam o dólar
8 de novembro de 2018
Seguir Ganhe alguns minutos da sua vida e ouça as sábias palavras do sociólogo Jessé de Souza!
9 de novembro de 2018
Spread the love

Imagem do míssil Avangard em ação, tirada do vídeo publicado pelo Ministério da Defesa da Rússia

© Sputnik / Ministério da Defesa da Federação da Rússia

Defesa

07:35 08.11.2018(atualizado 07:42 08.11.2018) URL curta

6261

A Rússia não precisa dos sistemas hipersônicos Avangard para destruir os EUA em caso de guerra pelo simples fato de os norte-americanos não terem sistema de defesa antimíssil capaz de abater mísseis balísticos russos existentes atualmente, reporta a The National Interest.

A revista norte-americana relata que a Rússia precisaria apenas de uma pequena fração dos seus 528 mísseis balísticos baseados em terra e em submarinos para exterminar os EUA.

Segundo a publicação, os norte-americanos não possuem proteção necessária contra mísseis balísticos. No momento, os EUA podem apenas tentar desenvolver um sistema de defesa antimíssil para ao menos derrubar mísseis lançados por “pequenas potências” como a Coreia do Norte.

Lançamento de mísseis de cruzeiro russos dos navios da Frota do Mar Cáspio para atacar as posições do Estado Islâmico na Síria

© Sputnik / Ministério da Defesa da Rússia

Forças russas possuem 30 vezes mais mísseis de cruzeiro do que 6 anos atrás

A The National Interest ressalta que, na década de 1960, os EUA tentaram criar o sistema de defesa antimíssil Safeguard e, nos anos 80, a Guerra nas Estrelas de Reagan. No entanto, a revista escreve que é pouco provável que, no futuro, novos sistemas possam garantir invulnerabilidade a mísseis com ogivas que se aproximam a uma velocidade 20 vezes mais rápida do que a velocidade do som. E enfatiza ainda que a nova arma russa foi criada literalmente para penetrar na defesa, que simplesmente não existe e é improvável que seja construída pelos EUA.

Em meados de outubro, Vladimir Putin anunciou que sistemas Avangard serão adotados em serviço nos próximos meses.

Em 1° de março, o presidente russo, discursando perante a Assembleia Federal, anunciou a criação do sistema Avangard com mísseis capazes de voar nas densas camadas da atmosfera a uma distância intercontinental e a uma velocidade hipersônica que exceda o número Mach em mais de 20 vezes. Em julho, o Ministério da Defesa da Rússia anunciou o início da produção em série das ogivas hipersônicas do Avangard.

Fonte: https://br.sputniknews.com/defesa/2018110812625709-russia-nao-precisa-novos-misseis-armas-destruir-eua/


Spread the love
Jacinto Pereira
Jacinto Pereira
Jacinto Pereira de Souza, Radialista, Historiador e Policial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *