Economista chinês afirma que princípio ‘Primeiro América’ fará americanos sofrerem
14 de fevereiro de 2019
Lula Livre é a bandeira da democracia e do povo
14 de fevereiro de 2019
JacintoPereira.com

Lançamento do míssil balístico intercontinental (foto de arquivo)

© REUTERS / KCNA

Defesa

07:05 12.02.2019(atualizado 08:05 12.02.2019) URL curta

592

Segundo a Agência de Inteligência dos EUA, Irã e Coreia do Norte correspondem a um grande desafio para os norte-americanos devido às capacidades espaciais.

Ambos os países desenvolveram capacidades de interferência, aponta o relatório da inteligência americana.

“Coreia do Norte e Irã também representam um desafio aos militares utilizando os serviços espaciais disponíveis, demonstrando as capacidades de interferência. Coreia do Norte e Irã sustentam as capacidades de lançamento espacial independente, que podem servir como vias para testar tecnologias de mísseis balísticos”, ressalta o relatório.

Vista da Terra desde o espaço (imagem ilustrativa)

© Foto: Roskosmos / Oleg Artemiev

Defesa russa prevê completar em breve seu sistema de comunicação espacial militar

A inteligência americana também considera Moscou e Pequim combatentes do domínio espacial norte-americano. Isso porque a Rússia continua desenvolvendo armas, que englobam lasers capazes de atingir satélites inimigos.

“As doutrinas militares chinesa e russa indicam que eles veem o espaço como sendo importante para uma guerra moderna, além de suas capacidades de contenção espacial, com o objetivo de reduzir a efetividade dos EUA e seus aliados”, aponta o relatório, ressaltando que “Moscou e Pequim estão desenvolvendo sistemas que representam uma ameaça à liberdade de ação no espaço”.

A inteligência americana afirma que a Rússia continua a pesquisa e desenvolvimento de sofisticadas capacidades espaciais, como, por exemplo, lasers, que, de acordo com a inteligência americana, seriam utilizados para “interromper, degradar ou danificar satélites ou seus sensores”.

Lançamento de míssil balístico Minuteman III (foto de arquivo)

© AP Photo / Foto de arquivo, Força Aérea dos EUA

EUA realizam teste de míssil balístico intercontinental (VÍDEO)

Os EUA entendem que China, Coreia do Norte, Irã e Rússia reforçaram capacidades de defesa espacial para desafiar a dominância militar norte-americana e que os países estariam impulsionando propostas para limitar a militarização espacial.

Em 1967 foi assinado o Tratado do Espaço Sideral envolvendo mais de 100 países, incluindo EUA, Rússia, China e Coreia do Norte, com o objetivo de banir o desenvolvimento de armas de destruição em massa no espaço, além da instalação de armas em corpos celestes.

Apesar disso, no ano passado, o presidente dos EUA, Donald Trump, declarou que Washington estava desenvolvendo uma força espacial para conter os demais países, o que elevou as tensões entre todos os envolvidos, além de uma corrida espacial.

Fonte: https://br.sputniknews.com/defesa/2019021213296174-inteligencia-eua-temepotencias-militares/


JacintoPereira.com
Jacinto Pereira
Jacinto Pereira
Jacinto Pereira de Souza, Radialista, Historiador e Policial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.