“Apagão para todos”, programa do governo Bolsonaro

Paulo Guedes debocha de quem sofre para pagar a conta de luz, escreve Bernardo Mello Franco

O ministro da Economia do governo Bolsonaro, Paulo Guedes já ofendeu as empregadas domésticas, os filhos de porteiros e os pobres em geral. Agora resolveu debochar de quem sofre para pagar a conta de luz

27 de agosto de 2021, 04:43 h Atualizado em 27 de agosto de 2021, 05:10

(Brasília - DF, 10/06/2020 O presidente Jair Bolsonaro  , Paulo Guedes durante videoconferência.
Foto: Isac Nóbrega/PR (Brasília – DF, 10/06/2020 O presidente Jair Bolsonaro , Paulo Guedes durante videoconferência. Foto: Isac Nóbrega/PR (Foto: Isac Nobrega)

247 – “O ministro desdenhou do novo reajuste nas tarifas, que deve ser anunciado na próxima semana. ‘Qual o problema agora que a energia vai ficar um pouco mais cara porque choveu menos?’,  questionou, na quarta-feira”, escreve o colunista do Globo Bernardo Mello Franco.

“Guedes conhece a resposta para a pergunta que fez. O aumento da bandeira vermelha não pesa apenas nas tarifas residenciais. Também eleva os custos de produção, o que deve resultar em mais inflação no varejo”.

O jornalista diz que as declarações de Guedes são provocações. “Afirmou que a luz vai subir e ‘não adianta ficar sentado chorando’. Ele ainda sugeriu que os governadores querem ‘faturar em cima da crise’ com a arrecadação de ICMS sobre o consumo de energia”.

“As falas de Guedes combinam elitismo, insensibilidade e um certo gosto pela ficção. Em março, ele tentou se vender como um campeão de popularidade. ‘Eu entro no supermercado e as pessoas me agradecem’, disse. O ministro deveria se submeter ao teste da gôndola agora, mas com testemunhas. Será uma experiência inesquecível”, conclui o jornalista.

Fonte: https://www.brasil247.com/midia/paulo-guedes-debocha-de-quem-sofre-para-pagar-a-conta-de-luz-escreve-bernardo-mello-franco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − oito =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.