Goldman Sachs prevê queda catastrófica do PIB dos Estados Unidos: – 34% e desemprego em 15%
31 de março de 2020
Deterioração das condições econômicas afunda os mercados acionários globais
31 de março de 2020

Bolsonaro é um vilão internacional e a pedra no caminho do combate ao coronavírus no Brasil, aponta Estadão em editorial

Jornal paulista diz que agora ele só governa para seus fanáticos devotos e chega bem perto de abraçar o impeachment, ou seja, a remoção desta ‘pedra no caminho’

31 de março de 2020, 05:47 h Atualizado em 31 de março de 2020, 08:17

Jair Bolsonaro durante coletiva de imprensa sobre o coronavírus Jair Bolsonaro durante coletiva de imprensa sobre o coronavírus (Foto: REUTERS/Adriano Machado)

247 – A irresponsabilidade de Jair Bolsonaro levou o jornal Estado de S. Paulo a praticamente abraçar seu impeachment, no editorial A pedra no caminho, publicado nesta terça-feira. “Bolsonaro, graças a seu comportamento irresponsável, começa a conquistar um lugar jamais ocupado por um presidente brasileiro – o de vilão internacional. Nem mesmo o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, idolatrado por Bolsonaro, persistiu em sua costumeira arrogância diante do avanço dramático da epidemia, rendendo-se à necessidade de prorrogar o isolamento social, mesmo ante o colossal custo econômico dessa medida”, aponta o texto.

“Aparentemente, contudo, Bolsonaro não se importa de ser visto como pária. Ao contrário: decerto feliz com a notoriedade global subitamente adquirida, na presunção de que isso lhe trará votos, insiste em desafiar abertamente as diretrizes da Organização Mundial da Saúde (OMS), adotadas pelo Ministério da Saúde e por governadores e prefeitos de quase todo o Brasil. No domingo passado, o presidente passeou por Brasília, visitando zonas comerciais, pedindo que a vida volte ao normal e cumprimentando simpatizantes que se aglomeravam em torno dele – escarnecendo, assim, de reiteradas recomendações de seu próprio ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta”, prossegue o editorial.

Segundo o texto, o “temerário passeio de Bolsonaro por Brasília demarcou definitivamente a fronteira que separa o presidente do resto do mundo civilizado” e “Bolsonaro hoje só governa o território habitado por seus fanáticos devotos”. O texto afirma ainda que ele é a “pedra no caminho” para que o Brasil enfrente a pandemia.

Fonte: https://www.brasil247.com/midia/bolsonaro-e-um-vilao-internacional-e-a-pedra-no-caminho-do-combate-ao-coronavirus-no-brasil-aponta-estadao-em-editorial

Jacinto Pereira
Jacinto Pereira
Jacinto Pereira de Souza, Radialista, Historiador e Policial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 − um =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.