Chancelaria russa pede investigação internacional sobre colapso da barragem de Kakhovka

José Reinaldo

Maria Zakharova enfatizou que existe um desejo infinito de culpar a Rússia

Maria Zakharova, porta-voz da chancelaria russa Maria Zakharova, porta-voz da chancelaria russa (Foto: TASS)

TASS – A situação com o colapso da barragem da Usina Hidrelétrica de Kakhovka deve se tornar objeto de um estudo e investigação mundial, disse a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, nesta quarta-feira (7).

“Naturalmente, isso não é mais o assunto do dia ou da semana, já foi colocado no contexto histórico – estou falando sobre o que aconteceu ontem na UHE Kakhovka. Isso realmente deveria ser um assunto de interesse mundial estudo, pesquisa e investigação”, disse ela.

“A reação do Ocidente em todas essas situações é 100% previsível. É uma vontade infinita de culpar a Rússia por tudo o que acontece, independentemente de ter acontecido de fato ou ser fruto da imaginação”, destacou o diplomata. Além disso, a reação do Ocidente “sempre será assim”, acrescentou.

A porta-voz explicou que isso faz parte da guerra de informação e psicológica e “ligação sem fim de todas as coisas negativas que acontecem nos países ocidentais, fora e na periferia com o nosso país, a fim de manter a atitude histérica de sua própria população em relação a situação em torno da Rússia, na Rússia em geral, e assim por diante.”

Situação em torno barragem de Kakhovka

Na noite de terça-feira, os militares ucranianos desferiram um ataque à Usina Hidrelétrica de Kakhovka (HPP), presumivelmente de um Olkha MLRS. O bombardeio destruiu as válvulas hidráulicas da barragem, provocando uma descarga descontrolada de água. Em Novaya Kakhovka, o nível da água já ultrapassou os 12 metros. Existem atualmente 14 assentamentos na área inundada e um total de cerca de 80 aldeias podem ser inundadas. Moradores de assentamentos próximos estão sendo evacuados, embora as autoridades tenham dito que não são necessárias evacuações em grande escala. O rompimento da barragem da usina causou sérios danos ambientais. As terras agrícolas ao longo do rio Dnieper foram arrastadas e existe o risco de o Canal da Crimeia do Norte se tornar raso.

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, descreveu o ataque à barragem de Kakhovka como um ato deliberado de sabotagem da Ucrânia. Ele acrescentou que o regime de Kiev deve assumir total responsabilidade pelas consequências.

O ataque terrorista à barragem de Kakhovka terá “consequências ambientais de longo prazo”. À medida que mais e mais água é liberada da UHE Dnepropetrovsk, isso provocará “uma inundação ainda maior de territórios. O último fato é evidência de “um ato de sabotagem em larga escala planejado com antecedência pelo regime de Kiev”.

Fonte: https://www.brasil247.com/mundo/chancelaria-russa-pede-investigacao-internacional-sobre-colapso-da-barragem-de-kakhovka

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 − 3 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.