Meta do Ocidente é o controle político da Rússia
11 de maio de 2022
Partido árabe Raam aproveita a morte de repórter para comandar a guerra de Israel contra o terror
11 de maio de 2022

China acusa países da AUKUS de incitar corrida armamentista no Pacífico Sul

Austrália, EUA e Reino Unido, que condenaram a China e as Ilhas Salomão por um acordo de cooperação em segurança, são os que militarizam o Pacífico Sul, diz Pequim

11 de maio de 2022, 17:23 h Atualizado em 11 de maio de 2022, 17:29

www.brasil247.com - Mar do Sul da China Mar do Sul da China (Foto: Sputnik/AFP)

Sputnik – Austrália, Estados Unidos e Reino Unido (AUKUS), que condenaram a China e as Ilhas Salomão por um acordo de cooperação em segurança, são os que militarizam o Pacífico Sul e provocam uma nova corrida armamentista na região, disse o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian, nesta quarta-feira (11).

“A Austrália, juntamente com os EUA e o Reino Unido, está formando um bloco militar e provocando uma corrida armamentista no Pacífico Sul sem nenhuma consulta com os países insulares da região”, disse Zhao em coletiva de imprensa.

O porta-voz instou a Austrália a reconsiderar suas ações em relação ao assunto.

Em setembro passado, a Austrália, os EUA e o Reino Unido anunciaram a nova parceria de defesa trilateral, que forçou Camberra a desistir de um contrato de US$ 66 bilhões (cerca de R$ 337,7 bilhões) com a França para desenvolver 12 submarinos de ataque convencionais de última geração, enquanto a aliança promete aumentar a frota da Austrália com submarinos movidos a energia nuclear.

Em 19 de abril, a China e as Ilhas Salomão assinaram um acordo-quadro sobre cooperação em segurança. Autoridades australianas acusaram as Ilhas Salomão de falta de transparência por medo da crescente influência da China. O primeiro-ministro australiano Scott Morrison disse que a construção de uma base militar chinesa nas Ilhas Salomão será uma “linha vermelha” para Camberra e Washington.

O primeiro-ministro das Ilhas Salomão, Manasseh Sogavare, por sua vez, acusou a Austrália de hipocrisia, salientando que Camberra também não discutiu o acordo AUKUS com os países vizinhos. Além disso, autoridades chinesas de alto escalão disseram que o acordo-quadro Honiara-Pequim não envolve a construção de bases navais militares nas ilhas e não é dirigido contra nenhum país terceiro.

Fonte: https://www.brasil247.com/mundo/china-acusa-paises-da-aukus-de-incitar-corrida-armamentista-no-pacifico-sul

Jacinto Pereira
Jacinto Pereira
Jacinto Pereira de Souza, Radialista, Historiador e Policial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × cinco =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.