‘Quase um quarto’ da humanidade pode passar fome, diz líder europeu
22 de maio de 2022
Biden pode suspender Cúpula das Américas por falta de apoio sobre guerra na Ucrânia, diz inteligência russa
23 de maio de 2022

China aumenta compras de petróleo russo de baixo preço

As importações marítimas de petróleo russo da China foram de 1,1 milhão de barris por dia em maio, acima dos 750 mil bpd no primeiro trimestre, segundo a Vortexa Analytics

20 de maio de 2022, 18:34 h Atualizado em 20 de maio de 2022, 18:59

www.brasil247.com - Presidentes Xi Jinping (China) e Vladimir Putin (Rússia) Presidentes Xi Jinping (China) e Vladimir Putin (Rússia) (Foto: Reuters)

Por Chen Aizhu e Florence Tan

CINGAPURA (Reuters) – A China está discretamente aumentando as compras de petróleo da Rússia a preços baixos, de acordo com dados de embarque e comerciantes que conversaram com a Reuters, preenchendo o vácuo deixado por compradores ocidentais que se afastam dos negócios com russos após a invasão da Ucrânia em fevereiro.

O movimento do maior importador de petróleo do mundo ocorre um mês depois de ter, inicialmente, cortado os suprimentos russos, por medo de parecer apoiar abertamente Moscou e potencialmente expor suas gigantes petrolíferas estatais a sanções.

As importações marítimas de petróleo russo da China saltarão para um quase recorde de 1,1 milhão de barris por dia (bpd) em maio, acima dos 750 mil bpd no primeiro trimestre e 800 mil bpd em 2021, de acordo com uma estimativa da Vortexa Analytics.

A Unipec, braço comercial da maior refinaria da Ásia Sinopec Corp , está liderando as compras, juntamente com a Zhenhua Oil, uma unidade do conglomerado de defesa da China Norinco, de acordo com dados de navegação, um relatório de um corretor de navios visto pela Reuters e cinco comerciantes.

A Livna Shipping Ltd, uma empresa registrada em Hong Kong, também emergiu recentemente como uma grande embarcadora de petróleo russo para a China, disseram os traders.

A Sinopec recusou-se a comentar. Zhenhua e Livna não responderam aos pedidos de comentários.

Os Estados Unidos, o Reino Unido e alguns outros importantes compradores de petróleo proibiram as importações de petróleo russo logo após a invasão. A União Europeia está finalizando uma nova rodada de sanções, incluindo a proibição de compras de petróleo russo. Muitas refinarias europeias já pararam de comprar da Rússia por medo de entrar em conflito com sanções ou atrair publicidade negativa.

Fonte: https://www.brasil247.com/economia/china-aumenta-compras-de-petroleo-russo-de-baixo-preco

Jacinto Pereira
Jacinto Pereira
Jacinto Pereira de Souza, Radialista, Historiador e Policial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × três =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.