Oferta de vacinas do Brasil para países pobres causa ‘perplexidade’, afirma especialista
26 de maio de 2021
Narrativa anti-China faz mais mal aos EUA do que bem, diz mídia
26 de maio de 2021

China e Cuba se comprometem a fortalecer os intercâmbios parlamentares

2021-05-26 12:57:02丨portuguese.xinhuanet.com

(Xinhua/Yan Yan)

Beijing, 26 mai (Xinhua) — O mais alto legislador da China, Li Zhanshu, conversou na terça-feira com Esteban Lazo Hernandez, presidente da Assembleia Nacional do Poder Popular de Cuba, por meio de um link de vídeo, com os dois lados concordando em fortalecer o intercâmbio e a cooperação parlamentar.

Li, presidente do Comitê Permanente da Assembleia Nacional Popular (APN), pediu aos dois lados que fortaleçam a confiança política mútua e a amizade, apoiem-se firmemente em questões relativas a seus respectivos interesses centrais e se oponham firmemente ao unilateralismo, ao protecionismo e também ao obstinado bullying na forma de bloqueios, sanções, repressão e contenção.

“Devemos aprofundar a cooperação no setor antipandêmico e outras áreas, incluindo comércio, investimentos, agricultura, novas energias, turismo e biofarmácia, de modo a alcançar resultados mais tangíveis”, disse Li.

Observando que este ano marca o centenário do Partido Comunista da China (PCC), Li disse que há quatro razões pelas quais o PCC pode levar o povo chinês a fazer conquistas históricas e obter o apoio de toda a nação.

Em primeiro lugar, o PCC sempre aderiu aos seus ideais e convicções, permaneceu fiel à sua aspiração original e trabalhou pela felicidade do povo chinês e pelo rejuvenescimento da nação chinesa.

Em segundo lugar, sempre deu atenção ao desenvolvimento teórico.

Terceiro, sempre buscou a verdade dos fatos e seguiu um caminho de desenvolvimento adequado às suas próprias condições nacionais.

E, finalmente, o PCC sempre atribuiu grande importância ao autoaperfeiçoamento e manteve o espírito de auto-revolução.

Li pediu aos dois lados que fortaleçam a cooperação e ampliem os intercâmbios entre os líderes dos órgãos legislativos, comitês especiais, grupos de amizade e deputados; pela criação de um ambiente político e jurídico sólido para o comércio e os investimentos e pela promoção da implementação dos consensos alcançados pelos líderes dos dois países, bem como acordos de cooperação bilateral.

“Devemos fortalecer a troca de experiências em democracia, Estado de Direito, redução da pobreza e desenvolvimento, manter uma comunicação próxima sobre as principais questões internacionais e regionais e, em conjunto, salvaguardar os interesses de nossos dois países, bem como de outras nações em desenvolvimento”, disse ele.

Lazo saudou a amizade consagrada pelo tempo entre a Cuba e a China e extendeu os parabéns pelo 100º aniversário da fundação do PCC.

“Cuba adere firmemente ao princípio de uma só China e se opõe a qualquer interferência nos assuntos internos da China”, disse Lazo, prometendo fortalecer os intercâmbios parlamentares e promover o desenvolvimento das relações bilaterais e da cooperação em vários campos.

Fonte: http://portuguese.xinhuanet.com/2021-05/26/c_139970439.htm

Jacinto Pereira
Jacinto Pereira
Jacinto Pereira de Souza, Radialista, Historiador e Policial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + três =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.