China mostra responsabilidade de grande potência na Cúpula Ásia-Pacífico, diz mídia chinesa

O presidente chinês, Xi Jinping, participou do evento e lançou sugestões sobre a construção da comunidade de futuro compartilhado da Ásia-Pacífico

www.brasil247.com - Xi Jinping na Apec 2022 Xi Jinping na Apec 2022 (Foto: Xinhua)

Rádio Internacional da China – A 29ª  Reunião de Líderes Econômicos da Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (Apec) terminou no sábado (19) em Bangkok, na Tailândia. O presidente chinês, Xi Jinping, participou do evento e lançou sugestões sobre a construção da comunidade de futuro compartilhado da Ásia-Pacífico e a integração econômica da região.

Muitos veículos de imprensa internacionais acham que as importantes observações do presidente chinês abriram o “momento asiático” da governança global, e a China se tornou uma forte liderança na união de todas as partes para enfrentar os desafios comuns.

A Apec é a plataforma mais importante para a cooperação econômica da Ásia-Pacífico. Diante da incerteza do desenvolvimento da economia global, da ascensão das ideias de desligamento ou desconexão e da chamada Estratégia Índio-Pacífico, as cooperações na Ásia-Pacífico não só decidem o futuro da região, como também influenciam a economia do mundo. O tema principal da Cúpula deste ano foi “abertura, interconexão e equilíbrio”, refletindo a vontade de todos os países da Ásia-Pacífico.

A China é um membro importante da Apec. Desde 2013, o presidente Xi Jinping lançou vários importantes discursos para explicar a ideia de construir uma comunidade de futuro compartilhado para a Ásia-Pacífico. Desta vez, o líder chinês também sublinhou a importância do verdadeiro multilateralismo, com benefício comum, abrangência, ganho mútuo e abertura para promover a prosperidade da região.

O diretor executivo do Conselho Consultivo Empresarial da Apec, Antonio I. Basilio, disse que a construção da comunidade de futuro compartilhado para a Ásia-Pacífico corresponde ao desejo comum dos povos da região na busca pela paz e cooperação.

A intenção inicial da criação da Apec foi promover a abertura e a cooperação da economia Ásia-Pacífico. Desde a proposta dos Objetivos de Bogor, de 1994, o fluxo comercial da Ásia-Pacífico aumentou cinco vezes, com uma taxa média anual de crescimento de 6,7%.

Com base nisso, a Visão Putrajaya 2040, aprovada na Reunião de Líderes Econômicos da Apec, realizada na Malásia, em 2020, prevê uma comunidade aberta, dinâmica, resiliente e pacífica da Ásia-Pacífico até 2040, para a prosperidade do povo da região e das gerações futuras. Para promover a realização desta visão, a China tem contribuído com muita sabedoria e medidas práticas.

O desenvolvimento chinês é inseparável da Ásia-Pacífico, e a prosperidade da Ásia-Pacífico também é inseparável da China. A Apec estabeleceu o objetivo de construir uma “comunidade da Ásia-Pacífico” até 2040, o que se complementa e promove mutuamente com o conceito proposto pela China de construir uma comunidade da Ásia-Pacífico com um futuro compartilhado. O importante discurso do presidente chinês na reunião da Apec deixou mais uma vez uma clara marca chinesa no caminho do desenvolvimento da Ásia-Pacífico. Uma China que caminha constantemente para a modernização trará certamente novas oportunidades à Ásia-Pacífico e ao mundo, com o seu novo desenvolvimento.

Fonte: https://www.brasil247.com/mundo/china-mostra-responsabilidade-de-grande-potencia-na-cupula-asia-pacifico-diz-midia-chinesa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 4 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.