Depressão brutal
12 de agosto de 2020
Em delação, Dario Messer envolveu ex-procurador da Lava Jato Janurário Paludo, mas PGR arquivou denúncia
13 de agosto de 2020

Depois de vetar até água para aldeias, Bolsonaro diz que seu governo está salvando indígenas na pandemia

Após vetar, em junho, medidas de proteção a povos indígenas durante a pandemia do coronavírus, negando oferta emergencial de leitos hospitalares e até água para aldeias, Jair Bolsonaro se coloca agora como salvador e diz que governo “reforça assistência a indígenas durante a crise do coronavírus”

12 de agosto de 2020, 11:28 h Atualizado em 12 de agosto de 2020, 14:20

Jair Bolsonaro e indígena com máscara Jair Bolsonaro e indígena com máscara (Foto: Bruno Kelly/Reuters | Carolina Antunes/PR)

247 – Após vetar em junho medidas de proteção a povos indígenas durante a pandemia do coronavírus, negando oferta emergencial de leitos hospitalares e de terapia intensiva, Jair Bolsonaro se colocou como salvador da pátria, em postagem nas redes sociais publicada nesta quarta-feira (12) e disse que o governo “reforça assistência a indígenas durante a crise do coronavírus” .

“@govbr reforça assistência a indígenas durante a crise do coronavírus. Cerca de 1 milhão de itens entre equipamentos e insumos já foram enviados aos 34 DSEI do país”, disse Bolsonaro.

No entanto, Bolsonaro omitiu dados importantes a respeito da negligência com os povos indígenas, que enfrenta altos índices de contaminação pelo novo coronavírus em suas aldeias.

Jair Bolsonaro sancionou, com vetos, a lei com medidas de proteção a povos indígenas durante a pandemia do coronavírus. O texto, publicado  no dia 8 de junho, no “Diário Oficial da União (DOU)”, determina que os povos indígenas, as comunidades quilombolas e demais povos tradicionais sejam considerados “grupos em situação de extrema vulnerabilidade” e, em consequência, de alto risco para emergências de saúde pública.

Dentre os trechos vetados está o que prevê a execução de ações para garantir aos povos indígenas e quilombolas “a oferta emergencial de leitos hospitalares e de terapia intensiva” e que a União seja obrigada a comprar “ventiladores e máquinas de oxigenação sanguínea”.

Outro veto foi o que obriga o governo a fornecer aos povos indígenas “acesso a água potável” e “distribuição gratuita de materiais de higiene, limpeza e de desinfecção para as aldeias”.

Fonte: https://www.brasil247.com/poder/depois-de-vetar-ate-agua-para-aldeias-bolsonaro-diz-que-seu-governo-esta-salvando-indigenas-na-pandemia

Jacinto Pereira
Jacinto Pereira
Jacinto Pereira de Souza, Radialista, Historiador e Policial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − dezessete =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.