Rússia diz que pode agir contra Lituânia se bloqueio ferroviário de Kaliningrado continuar
21 de junho de 2022
Primeiro-ministro de Israel renuncia
21 de junho de 2022

Documento da chancelaria chinesa revela verdadeira face dos EUA como “Império das Mentiras”

O documento lista 21 erros das políticas estadunidenses sobre a China

21 de junho de 2022, 05:38 h Atualizado em 21 de junho de 2022, 06:05www.brasil247.com - (Foto: REUTERS/Aly Song)

Rádio Internacional da China – O secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, fez recentemente um discurso para a Sociedade Chinesa nos EUA, disseminando a teoria da “ameaça chinesa”, interferindo nos assuntos internos do país e difamando as políticas internas e externas da China. No dia 19, o Ministério das Relações Exteriores da China divulgou um relatório intitulado “Erros dos EUA no seu conhecimento sobre a China e os fatos”, revelando o caráter mentiroso e hipócrita das políticas norte-americanas sobre a China.

Com cerca de 40 mil caracteres, o documento lista 21 erros das políticas estadunidenses sobre a China, deixando claro, através de argumentos convincentes, o fato de que os EUA são o maior perturbador da ordem internacional, o inventor da “diplomacia da ameaça”, o maior violador dos direitos humanos e o maior país hacker do mundo.

A mentira das mentiras inventadas pelos EUA é a afirmação de que “a China constitui o desafio mais severo de longo prazo para a ordem internacional”, enquanto “os EUA são os defensores das leis, acordos, princípios e instituições internacionais”.

A China, sendo um dos países criadores das Nações Unidas, foi o primeiro a assinar a Carta da ONU. Entre os membros permanentes do Conselho de Segurança, a China é aquele que envia mais agentes para as operações de manutenção de paz da ONU e o segundo maior contribuinte para o fundo da ação de paz. Desde a iniciativa do “Cinturão e Rota”, até as seguintes iniciativas para o desenvolvimento e segurança global, a China vem tentando continuamente buscar soluções para os problemas que o mundo enfrenta, e sempre protegendo a ordem internacional.

Quanto aos EUA, na sua história de mais de 240 anos, em apenas 16 anos não desencadeou guerras, sendo por isso o “país mais bélico do mundo”. O dia 20 de junho assinala o 22º Dia Mundial dos Refugiados. O relatório divulgado pela Agência da ONU para Refugiados indica que o número de pessoas que perderam suas casas bateu o recorde histórico este ano ao chegar a 100 milhões. A cifra é o resultado maligno de invasões e interferências de longo prazo realizadas por certos países, incluindo os EUA.

Os EUA também prejudicam o desenvolvimento global, pois colocam as leis nacionais em cima das internacionais, recorrem à “jurisdição de longo alcance”, abusam das medidas de sanções ignorando a resolução da ONU e estabelecem barreiras para indústrias de outros países usando a hegemonia financeira e tecnológica. Cada um destes itens viola as regras internacionais.

Fonte: https://www.brasil247.com/mundo/documento-da-chancelaria-chinesa-revela-verdadeira-face-dos-eua-como-imperio-das-mentiras

Jacinto Pereira
Jacinto Pereira
Jacinto Pereira de Souza, Radialista, Historiador e Policial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 1 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.