Estados árabes pedem retirada de forças estrangeiras da Síria

Aquiles Lins

Quatro atores regionais importantes concordaram que Damasco deve recuperar o controle sobre todo o país

www.brasil247.com - Protesto de sírios em defesa de Bashar Al Assad Protesto de sírios em defesa de Bashar Al Assad (Foto: Reuters)

RT – O governo em Damasco deve restabelecer o estado de direito em todo o território da Síria, acabando com a presença de grupos armados estrangeiros e terroristas, disseram os ministros das Relações Exteriores da Síria, Arábia Saudita, Jordânia, Egito e Iraque na segunda-feira após reunião em Amã .

A Jordânia sediou a reunião, a primeira desse tipo desde que a adesão da Síria à Liga Árabe foi suspensa em 2011. Antes da reunião multilateral, o ministro das Relações Exteriores da Síria, Faisal Mekdad, reuniu-se com seu colega jordaniano, Ayman Safadi, para discutir refugiados, segurança nas fronteiras e “questões da água” . ”,  de acordo com Amã.

Em comunicado conjunto distribuído por agências de notícias estatais, os cinco ministros pediram “acabar com a presença de organizações terroristas” e de “grupos armados” no território da Síria e “neutralizar sua capacidade de ameaçar a segurança regional e internacional”. Eles também prometeram “apoiar a Síria e suas instituições para estabelecer o controle sobre todo o seu território e impor o estado de direito”.

Arábia Saudita, Egito, Jordânia e Iraque prometeram estabelecer laços com as instituições militares e de segurança sírias para “enfrentar os desafios de segurança”. Os cinco ministros também pediram o fim da “interferência estrangeira nos assuntos internos da Síria”. A declaração conjunta também pediu a criação de equipes técnicas de especialistas que acompanhariam a cúpula e implementariam medidas práticas para resolver o conflito na Síria.

A reunião de Amã ocorre apenas algumas semanas depois que Mekdad visitou a Arábia Saudita e recebeu o endosso do reino para a integridade territorial da Síria. Atualmente, militantes apoiados pela Turquia controlam partes do norte da Síria, enquanto o nordeste está sob o controle de milícias curdas apoiadas pelos Estados Unidos. Várias centenas de soldados americanos também estão na Síria, controlando a maior parte dos poços de petróleo do país.

Militantes apoiados pela Arábia Saudita e pelos EUA lançaram um levante contra o presidente sírio Bashar Assad em 2011. Com a ajuda da Rússia e do Irã, o governo de Damasco acabou prevalecendo sobre a coleção de rebeldes, incluindo terroristas afiliados à Al-Qaeda e ao Estado Islâmico ( IS, anteriormente ISIS). Embora os vizinhos da Síria e as potências regionais tenham se movido para melhorar as relações com Damasco nos últimos meses, os EUA não mudaram sua política de “mudança de regime” .

Fonte: https://www.brasil247.com/mundo/estados-arabes-pedem-retirada-de-forcas-estrangeiras-da-siria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 + 8 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.