China ultrapassa EUA e se torna líder mundial em produção científica
26 de dezembro de 2021
Pela primeira vez desde o colapso da União Soviética, o Kremlin bateu o pé. Sem OTAN para a Ucrânia e a Geórgia. Período.
26 de dezembro de 2021

Expansão da OTAN à Ucrânia, Geórgia, Moldávia é ‘questão de vida e morte para Rússia’, diz Kremlin

Declaração foi feita pelo porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov

26 de dezembro de 2021, 10:07 h Atualizado em 26 de dezembro de 2021, 10:17

www.brasil247.com - Dmitry Peskov Dmitry Peskov (Foto: EVGENIA NOVOZHENINA/REUTERS)

Sputnik – Neste domingo (26), Dmitry Peskov, porta-voz do Kremlin, definiu o alargamento da OTAN à Ucrânia, Geórgia, Moldávia uma questão de vida e morte para a Rússia.

“E nesse contexto, claro, a propagação da OTAN para países como a Ucrânia, e certamente para outros países que foram territórios da União Soviética”, afirmou Peskov durante entrevista ao canal Rossiya 1.

“Claro que essa é uma questão, de fato, de vida e morte para nós”, declarou Peskov.

Peskov também afirmou que os diplomatas da Rússia terão um diálogo complicado sobre garantias de segurança com os EUA, mas é sempre melhor uma conversa entre diplomatas que entre militares.

“Para nossos diplomatas, que são realmente diplomatas antigos, da escola clássica, são diplomatas muito talentosos, será um diálogo complicado. Mas é sempre melhor quando falam os diplomatas, que quando falam os militares”, afirmou.

De acordo com Peskov, a linguagem diplomática dos oponentes se degradou muito, às vezes chegando mesmo à grosseria, uma linguagem de cowboy.

Logo ficará claro, nas conversações sobre garantias de segurança, se os EUA estão ou não prontos para darem uma resposta substantiva, ou se preferirão dificultar o processo, afirmou Peskov.

Além disso, Peskov afirmou esperar que o lançamento do Tsirkon se torne em uma circunstância mais convincente para o Ocidente.

De acordo com Peskov, a iniciativa sobre o sistema de garantias de segurança partiu do presidente Vladimir Putin.

“Essa foi uma iniciativa do presidente. Uma iniciativa do presidente, que tem a possibilidade de analisar a situação de maneira abrangente”, declarou.

A segurança de uns países não pode ser assegurada em prejuízo de outros e virar um perigo para países terceiros.

Ainda com relação às garantias de segurança, Peskov ressaltou que é preciso tomar rapidamente uma decisão que corresponda aos interesses da Rússia.

PUBLICIDADE

Uma demora no processo sobre o sistema de garantias de segurança absolutamente não satisfará a Rússia.

Peskov fez questão de ressaltar que Putin na questão da segurança da Rússia calcula os movimentos como um verdadeiro jogador de xadrez.

“Naturalmente, o presidente Putin calcula não uma jogada à frente, não duas jogadas, mas calcula como um verdadeiro jogador de xadrez, mas em assuntos como esse é preciso, talvez, ter habilidades superiores mesmo às de um grande mestre. Por isso, eu não tenho quaisquer dúvidas que o presidente Putin calcula tudo”, afirmou Peskov.

Acusam a Rússia de estar preparando uma agressão contra a Ucrânia, mas ninguém acusa Kiev de estar preparando uma agressão contra seu próprio povo.

A posição dos oponentes ocidentais sobre a Ucrânia é, no mínimo, desequilibrada, eles não podem reivindicar objetividade neste processo, afirmou Peskov.

Emocionalmente há vontade de reagir a todas as desinformações difundidas, mas à mesa dos diplomatas, fora da opinião pública, começa uma conversa mais ponderada.

Fonte: https://www.brasil247.com/mundo/expansao-da-otan-a-ucrania-georgia-moldavia-e-questao-de-vida-e-morte-para-russia-diz-kremlin

Jacinto Pereira
Jacinto Pereira
Jacinto Pereira de Souza, Radialista, Historiador e Policial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito + dezessete =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.