França retira seu embaixador do Níger e evacua pessoal da embaixada, anuncia Macron

Presidente francês diz que já não pode interferir na vida política do país africano

  • Protestos no Niger : "Abaixo a França", diz o cartez - July 30, 2023 Protestos no Niger : “Abaixo a França”, diz o cartez – July 30, 2023 (Foto: REUTERS/Balima Boureima)

Clique aqui para receber notícias do Brasil 247 e da TV 247 no WhatsApp

TASS – A França está retirando seu embaixador de Níger e evacuando todo o pessoal da embaixada, anunciou o presidente francês Emmanuel Macron no domingo. “A França decidiu chamar seu embaixador. Nosso embaixador, juntamente com outros diplomatas, retornará à França nas próximas horas”, disse ele em entrevista aos canais de televisão TF1 e France 2. Ele enfatizou que a presença da França em Níger tinha como único objetivo a luta contra o terrorismo e repetiu a tese de que a Operação Barkhane da França nos países do Sahel (2013-2022) foi bem-sucedida. Em suas palavras, Burkina Faso, Mali e outros países, onde a operação foi realizada, teriam sido engolidos pelos califados islâmicos se não fosse pela França.

“A França-África não existe mais. Não podemos interferir na vida política [do Níger], apesar do golpe. Hoje, falei com o presidente [do Níger, Mohamed] Bazoum, o único poder legítimo no país. Ele foi eleito pelo povo e ainda está mantido como refém”, disse ele, acrescentando que o golpe foi realizado por causa das “reformas audaciosas” de Bazoum. No final de julho, um grupo de rebeldes militares em Níger anunciou a remoção do presidente Mohamed Bazoum. Eles então estabeleceram o Conselho Nacional para a Salvaguarda da Pátria (Conseil national pour la sauvegarde de la patrie, CNSP), liderado pelo General Abdourahmane Tchiani, para administrar o país.

A Comunidade Econômica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) suspendeu a adesão do Níger à organização e impôs duras sanções ao país. Além disso, os líderes da CEDEAO exigiram que os rebeldes libertassem Bazoum e alertaram sobre uma resolução militar da situação se ele não fosse libertado. Bazoum ainda está mantido como refém em sua residência. Em 25 de agosto, os militares de Níger exigiram que o embaixador francês e sua esposa deixassem o país em 48 horas. Eles se recusaram a fazer isso e permaneceram dentro do prédio da embaixada. O Ministério das Relações Exteriores francês enfatizou que os rebeldes não têm o direito de expulsar o embaixador francês porque “o acordo para o embaixador foi emitido pelas autoridades legítimas de Níger”.

Em 2 de setembro, um tribunal na capital, Niamey, decidiu expulsar o embaixador francês, pois ele havia sido destituído de sua credencial.

Fonte: https://www.brasil247.com/mundo/franca-retira-seu-embaixador-do-niger-e-evacua-pessoal-da-embaixada-anuncia-macron

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − 5 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.