Irã desmantela rede de espionagem do Mossad que visava sua indústria de defesa

Logotipo do Mossad, serviço de inteligência de Israel - Sputnik Brasil, 1920, 19.12.2022

© Foto / Creative Commons

O Mossad tentou usar uma rede de agentes no Irã para ganhar dados sobre a indústria de defesa do país, inclusive com ligações a outros países, escreve a mídia.

A inteligência iraniana trouxe à tona uma rede de espionagem da agência do serviço secreto israelense Mossad para recolher informações sobre o setor de defesa do Irã, relata na segunda-feira (19) a agência Press TV.

A mídia iraniana detalha que o Mossad contratou o corretor de dados Frank Genin, que se apresentou como diretor de uma empresa fabricante de peças de reposição. Ele conseguiu contatar várias empresas e funcionários iranianos, e depois convidou seus colegas de trabalho para um seminário na Malásia, onde os apresentou a Hadrien Lavaux, outro agente do Mossad.

Lavaux se disfarçou com o perfil de diretor administrativo da Triple A Industries, uma empresa de ligas e compósitos avançados da empresa Aerospace, que foi criada em 2017 em Cingapura. Ela, por sua vez, se comunicou com empresas iranianas que fornecem fibras de carbono, resina e outras ligas metálicas.

Em foto de arquivo desta quarta-feira, 20 de setembro de 2017, Stuart Davis, diretor de uma das subsidiárias da FireEye, fala a jornalistas sobre as técnicas de hacking iraniano, em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos - Sputnik Brasil, 1920, 23.07.2022

Panorama internacional

Inteligência do Irã anúncia que deteve plano de sabotagem de rede ligada a Israel

23 de julho, 16:44

Os associados de Lavaux no Irã participaram de diferentes exposições, monitoraram conferências científicas e identificaram as mais recentes necessidades das indústrias de defesa do Irã. O portal da Triple A Industries também revela que Genin é o CEO da empresa.

Mais tarde, eles começaram a identificar os chefes, vendedores e funcionários importantes em empresas que atuam na indústria de defesa. Esses foram convidados para várias conferências no exterior, inclusive na Turquia, Hungria, Omã e Geórgia, e suas viagens teriam sido completamente financiadas.

No entanto, explica a Press TV, a inteligência do Irã vigiou atentamente essas viagens e conseguiu rastrear a rede de espionagem.

O Irã tem vivido distúrbios nos últimos meses, provocados pela morte de Mahsa Amini. Teerã adverte que os protestos são utilizados, senão organizados, por governos estrangeiros, para minar o país.

Fonte: https://sputniknewsbrasil.com.br/20221219/ira-desmantela-rede-de-espionagem-do-mossad-que-visava-sua-industria-de-defesa-26499020.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 + 16 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.