Lula pede desculpas ao povo argentino pelas "grosserias" do "genocida" Bolsonaro

“Um país que tem a grandeza do Brasil não tem o direito de ficar procurando inimigos. Precisamos construir amigos”, declarou o presidente

www.brasil247.com - Lula e Alberto Fernández Lula e Alberto Fernández (Foto: Presidência da República)

247 – Em discurso ao lado do presidente da Argentina, Alberto Fernández, nesta segunda-feira (23), o presidente Lula (PT) pediu desculpas ao povo argentino pelas “grosserias” proferidas contra ele por Jair Bolsonaro (PL), a quem se referiu como “genocida”.

“Eu estou na verdade pedindo desculpas ao povo argentino por todas as grosserias que o último presidente do Brasil, que eu trato como ‘genocida’ por causa da falta de responsabilidade no cuidado com a pandemia, todas as ofensas que ele fez ao companheiro Alberto Fernández e à Argentina. Um país que tem a grandeza do Brasil, que tem a extensão territorial que tem o Brasil, que tem 16 mil km de fronteira com a nossa querida América do Sul, um país que é maior economicamente, industrialmente, não tem o direito de ficar procurando inimigos. Precisamos construir amigos, parceiros, e por isso quero afirmar: Alberto Fernández, meu amigo e presidente da Argentina, o Brasil está outra vez de braços abertos para acolher os companheiros argentinos no negócio, na cultura, no futebol e na manutenção na relação de amizade que nós temos há tantos anos”, declarou.

Lula afirmou esperar que ao final de seu mandato, em 2026, a Argentina seja a maior parceira do Brasil na América do Sul e América Latina. “Quando terminar meu mandato, a relação com a Argentina será a melhor relação entre todos os países da América do Sul e da América Latina. Não que eu tenha preferência só pela Argentina, é porque a Argentina é um país grande, já foi a 5ª economia do mundo, tem conhecimento científico e tecnológico, é um país que tem uma quantidade de universidades de primeira linha extraordinária – aliás, quero agradecer às universidades argentinas, porque só nesse país acho que recebi 11 títulos de doutor honoris causa, oito de uma única vez. É por essa grandeza da argentina, por essa importância política e econômica, que eu posso afirmar: hoje é o começo de uma nova história. Estejam certos que a Argentina será tratada com o carinho e o respeito que ela sempre mereceu, que nem o futebol será motivo de nos dividir, porque os interesses econômicos dos nossos torcedores são maiores que os dirigentes dos nossos países”.

Lula também falou na necessidade de estreitar relações com o país vizinho nas áreas comerciais, científicas, tecnológicas e culturais. “Os nossos empresários já compreendem e precisam compreender cada vez mais o peso e o que a Argentina significa para nós. Os empresários argentinos precisam compreender o que significa o Brasil para uma boa relação Brasil-Argentina. As nossas universidades precisam estar mais próximas, porque uma boa relação é apenas comercial, é também a relação científica e tecnológica, é também a relação cultural e, sobretudo, a relação política. Portanto, quero dizer para vocês, com muito orgulho, que estou de volta para fazer bons acordos com a Argentina, para compartilhar a construção daquilo que falta ser construído, para ajudar com que a Argentina e o Brasil possam crescer economicamente, que o nosso povo possa voltar a ter condições de ter moradia, para garantir que o nosso povo possa comer pelo menos três vezes ao dia, para garantir que o nosso povo possa voltar a estudar, trabalhar e ter acesso à cultura”.

Fonte: https://www.brasil247.com/americalatina/lula-pede-desculpas-ao-povo-argentino-pelas-grosserias-do-genocida-bolsonaro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × quatro =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.