Milhares protestam em Praga contra o apoio da República Checa à OTAN e à Ucrânia

O protesto foi convocado pelo movimento PRO, que não está representado no parlamento e adotou uma linha nacionalista

  • (Foto: AFP Michal Cizek)

PRAGA, 16 de setembro (Reuters) – Milhares de apoiadores de um partido de oposição pró-russo na República Tcheca se reuniram em Praga no sábado para protestar contra o governo de centro-direita do país, criticando sua gestão econômica e apoio militar à Ucrânia.

O protesto foi convocado pelo movimento PRO, que não está representado no parlamento e adotou uma linha nacionalista, pró-Moscou e anti-Ocidente.

A agência de notícias CTK estimou a participação em cerca de 10.000 pessoas, menor do que um evento semelhante realizado um ano atrás, que ocorreu no auge do aumento dos preços de energia na Europa.

“Hoje demos mais um passo para remover o obstáculo que é o governo do Sr. (Primeiro-Ministro Petr) Fiala”, disse o líder do PRO, Jindrich Raichl, à multidão na Praça Venceslau de Praga.

“Eles são agentes de poderes estrangeiros, pessoas que cumprem ordens, simples marionetes. E eu não quero mais um governo de marionetes”, disse Raichl, afirmando que a República Tcheca deveria vetar qualquer tentativa da Ucrânia de se juntar à OTAN.

Sob o governo atual, a República Tcheca tem sido um aliado próximo da Ucrânia, enviando tanques, lançadores de foguetes, helicópteros, projéteis de artilharia e outros materiais para ajudar as forças ucranianas na luta contra a invasão russa.

Raichl elogiou as políticas nacionalistas do primeiro-ministro húngaro Viktor Orban como um modelo a seguir e pediu uma aliança de países da Europa Central para se opor a Bruxelas.

Ele também expressou apoio ao ex-primeiro-ministro da Eslováquia, Robert Fico, que adotou uma postura firmemente anti-Ocidente antes das eleições em 30 de setembro.

A manifestante Marcela Hajkova, mãe de três filhos, condenou o auxílio militar do governo à Ucrânia, entre outras políticas.

“Não somos um país soberano, ouvimos Bruxelas”, disse ela. “Por que enviar armas para a Ucrânia, por que eles não buscam a paz?”

Os manifestantes também criticaram a gestão da economia pelo governo, que sofre com inflação de dois dígitos e desempenho abaixo de seus pares europeus, com a produção ainda não tendo retornado aos níveis pré-COVID.

A polícia informou em uma postagem nas redes sociais que deteve um homem no comício que estava usando um emblema da empresa militar privada russa Wagner Group, sob suspeita de apoiar o genocídio, sem fornecer mais detalhes.

Fonte: https://www.brasil247.com/mundo/milhares-protestam-em-praga-contra-o-apoio-da-republica-checa-a-otan-e-a-ucrania

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 1 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.