Fim da desvalorização: yuan está no maior patamar diante do dólar desde 2018
21 de outubro de 2020
Trump tem conta bancária chinesa, segundo The New York Times
21 de outubro de 2020

Morre voluntário brasileiro que participou dos testes da vacina de Oxford

Voluntário recebe dose de vacina da AstraZeneca no hospital Chris Hani Baragwanath, em Joanesburgo, África do Sul (arquivo)

© AP Photo / Siphiwe Sibeko

Brasil

13:35 21.10.2020(atualizado 14:08 21.10.2020) URL curta

Tema:

COVID-19 no Brasil em meados de outubro (46)

125210

Nos siga no

A Anvisa informou nesta quarta-feira (21) que um brasileiro que participava dos testes da vacina de Oxford contra a COVID-19 faleceu. O voluntário era médico e tinha 28 anos de idade.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) destacou que, segundo os regulamentos nacionais e internacionais de Boas Práticas Clínicas, os dados sobre voluntários de pesquisas clínicas “devem ser mantidos em sigilo, em conformidade com princípios de confidencialidade, dignidade humana e proteção dos participantes”.

De acordo com a agência, a notificação sobre o falecimento brasileiro foi feita em 19 de outubro. A Anvisa não informou se o voluntário brasileiro que participou dos testes tomou a vacina ou o placebo.

“É importante ressaltar que, com base nos compromissos de confidencialidade ética previstos no protocolo, as agências reguladoras envolvidas recebem dados parciais referentes à investigação realizada por esse comitê, que sugeriu pelo prosseguimento do estudo. Assim, o processo permanece em avaliação”, declarou a agência.

Já o Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino (Idor), que é responsável pelos testes no Rio de Janeiro, declarou que “após a inclusão de mais de 20 mil participantes nos testes ao redor do mundo, todas as condições médicas registradas foram cuidadosamente avaliadas pelo comitê independente de segurança, pelas equipes de investigadores e autoridades regulatórias locais e internacionais”.

“A análise rigorosa dos dados colhidos até o momento não trouxe qualquer dúvida com relação à segurança do estudo, recomenda-se sua continuidade. Vale lembrar que se trata de um estudo randomizado e cego, no qual 50% dos voluntários recebem o imunizante produzido por Oxford. No Brasil, até o presente momento, já foram vacinados aproximadamente 8.000 voluntários”, disse o instituto, citado pelo O Globo.

Fonte: https://br.sputniknews.com/brasil/2020102116257174-morre-voluntario-brasileiro-que-participou-dos-testes-da-vacina-de-oxford/

Jacinto Pereira
Jacinto Pereira
Jacinto Pereira de Souza, Radialista, Historiador e Policial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − 13 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.