FINLÂNDIA OFICIALMENTE QUER SE JUNTAR À OTAN
15 de maio de 2022
Membro da OPEP alerta: preços vão aumentar 300% se EUA aprovarem lei para controlar organização
15 de maio de 2022

Moscou fortalecerá suas tropas na fronteira com a Finlândia se a OTAN levar armas à região

15:15 15.05.2022

O soldado da Finlândia - Sputnik Brasil, 1920, 15.05.2022

© AP Photo / Czarek Sokolowski

Moscou fortalecerá sua presença militar na fronteira russo-finlandesa no caso de Helsinque se juntar à OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) e a aliança passar a implantar armas de ataque em seu território.

De acordo com Viktor Bondarev, do presidente do Comitê de Defesa e Segurança do Conselho da Federação da Rússia, Moscou deve fortalecer sua presença militar na fronteira com a Finlândia, caso o país receba armas da OTAN.

“Vamos fortalecer a fronteira e aumentar a presença das tropas russas na fronteira se armas ofensivas da OTAN forem implantadas na Finlândia, nas nossas imediações”, disse Bondarev neste domingo (15).

Ainda hoje (15), mais cedo, a Finlândia anunciou a decisão oficial de aderir à aliança militar. A decisão será discutida no parlamento finlandês na segunda-feira (16), e a votação deve ocorrer na terça-feira (17).

Viktor Bondarev na abertura de uma competição internacional na região de Voronezh - Sputnik Brasil, 1920, 15.05.2022

Viktor Bondarev na abertura de uma competição internacional na região de Voronezh

© Sputnik / Ульяна Соловьева

A Finlândia e a Rússia compartilham uma fronteira de 1.300 quilômetros. Ontem (14), o ministro das Relações Exteriores da Finlândia, Pekka Haavisto, disse que Helsinque gostaria de continuar mantendo a paz na região.

O presidente russo, Vladimir Putin, teve uma conversa telefônica com seu colega finlandês, Sauli Niinisto, sobre a intenção de Helsinque de aderir à OTAN em uma ligação no sábado (14).

Putin disse a Niinisto que a adesão dos nórdicos pode ter um impacto negativo nas relações entre os dois países, que foram construídas no espírito de boa vizinhança e parceria e prosperam em benefício mútuo.

Putin reiterou que Moscou não representa nenhuma ameaça para Helsinque, portanto, abandonar a política tradicional finlandesa de neutralidade militar seria um erro.

Por sua parte, Niinisto disse a Putin que as exigências da Rússia visando impedir que os países se juntem à OTAN e sua operação militar especial na Ucrânia mudaram o ambiente de segurança no país.

Primeira-ministra Sanna Marin (à esquerda), e o presidente da Finlândia Sauli Niinisto (à direita) - Sputnik Brasil, 1920, 15.05.2022

Panorama internacional

Finlândia decide participar da OTAN, anuncia governo

Fonte: https://br.sputniknews.com/20220515/moscou-fortalecera-suas-tropas-na-fronteira-com-a-finlandia-se-a-otan-levar-armas-a-regiao-22655177.html

Jacinto Pereira
Jacinto Pereira
Jacinto Pereira de Souza, Radialista, Historiador e Policial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × quatro =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.