O que acontece no Rio Grande do Sul já é a maior tragédia climática do Brasil

Tragédia no Rio Grande do Sul: sobe para 157 nº de mortos, informa Defesa Civil

20:03 19.05.2024 (atualizado: 21:20 19.05.2024)

Enchente invade casas após fortes chuvas registradas desde o fim de abril que causaram um rastro de destruição. Rio Grande do Sul - Sputnik Brasil, 1920, 19.05.2024

© Comunicação/Ministério de Portos e Aeroportos

O número de mortos pelas enchentes no Rio Grande do Sul subiu para 157 neste domingo (19), de acordo com a Defesa Civil estadual. O número de desaparecidos chega a 88.

Mais de 2,3 milhões de moradores de 463 municípios, 93% do total, foram afetados até o momento pela tragédia climática, estimam as autoridades. O número de desalojados é de quase 582 mil pessoas, além de 77 mil pessoas que se encontram em abrigos.

O Rio Grande do Sul continua em alerta, visto que as previsões apontam para fortes chuvas ao longo da próxima semana, conforme noticiado. O balanço informa também que quatro dos dez principais rios do estado seguem com níveis acima da cota de inundação. No Guaíba, a elevação diminui gradativamente.

Moradores de Canoas (RS) descansam em um ginásio convertido em abrigo para pessoas cujas casas foram inundadas, 8 de maio de 2024 - Sputnik Brasil, 1920, 15.05.2024

Notícias do Brasil

AGU pede a plataformas digitais que retirem postagens falsas sobre ações no Rio Grande do Sul

15 de maio, 22:30

O deputado federal Arlindo Chinaglia (PT), um dos vice-presidentes do Parlasul, o Parlamento do Mercosul, propôs usar uma verba do Fundo para a Convergência Estrutural do Mercosul, o Focem, que é formado a partir de contribuições dos países-membros (Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai), para projetos de desenvolvimento.

De acordo com o jornal Folha de São Paulo, o Focem tem disponíveis cerca de R$ 350 milhões. A proposta de Chinaglia é que R$ 105 milhões deste montante sejam destinados aos afetados pelas cheias no Rio Grande do Sul.

Fonte: https://noticiabrasil.net.br/20240519/tragedia-no-rio-grande-do-sul-sobe-para-157-n-de-mortos-informa-defesa-civil–34683933.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 + dezessete =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.