Encontro de Lula e Macron é sinal de nova ordem mundial. Por Lejeune Mirhan
18 de novembro de 2021
‘Números do desmatamento são alarmantes e por isso Bolsonaro evitou divulgar antes da COP26’, diz Folha em editorial
21 de novembro de 2021

Parabéns ao povo negro pelo “Dia da Consciência Negra”

por Jacinto Pereira de Souza

SintetUFU – 20 de novembro – Dia da Consciência Negra

Imagem do SINTET-UFU’

No Brasil tem muita gente que gostaria que não existissem negros, tem consciência de que o nosso país seria melhor sem eles. Eu por exemplo, que penso como a maioria do nosso Povo Brasileiro, que tem consciência, de que o Brasil não seria tão bom sem o Povo Negro. Os brancos de origem europeia, que tomaram essa maravilhosa terra dos povos indígenas, tomaram consciência de que não dariam conta de cuidar dela sozinhos e foram buscar os negros africanos para cuidar dela à força e de graça. Além de trabalhar forçado nas atividades determinadas pelos brancos opressores e sem direitos sociais, os negros ainda deram muitas contribuições para formar o país que temos hoje. Deram seus conhecimentos culturais milenares como: Culinária, religiosidade, humanismo, medicina popular, organização  social, a beleza e os seus valores étnicos. Os brancos, que se tornaram cada vez mais poderosos, tomaram os governos e se tornaram as castas dos andares de cima, usufruem das inúmeras contribuições dos povos negros e além de não agradecer por tudo isso, tentam a todo custo, minimizar sua importância na sociedade brasileira. Sempre exige mais e mais disposição, disponibilidade e eficiência nos serviços prestados pelos negros aos brancos. Em troca a maioria dos brancos, discriminam os negros, não aceitam que os negros tenha os mesmos direitos que os brancos. Brancos não suportam que os negros frequentem os mesmos lugares de importância que eles frequenta, não se sentem bem frequentando as boas escolas e universidades ou em aviões  junto com negros. Não concordam que pretos tenham salários iguais aos brancos Se acontece algum roubo, tumulto e outros delitos, primeiro se procuram os culpados entres pessoas de cor negra. Felizmente, os negros não se deixam dominar pelas dificuldades e vão à luta para mudar essas práticas racistas e discriminatórias, se organizam e vão à luta. Com alegria eu vejo que a “Consciência Negra” está aumentando e as conquistas estão acontecendo, mas não na velocidade ideal, para que tenhamos uma  sociedade mais justa e fraterna.

Jacinto Pereira
Jacinto Pereira
Jacinto Pereira de Souza, Radialista, Historiador e Policial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 3 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.