China cancela reunião entre seu chanceler e o do Japão após declaração do G7 sobre Taiwan
5 de agosto de 2022
China irá aplicar sanções a Nancy Pelosi por visita a Taiwan
5 de agosto de 2022

Países e órgãos internacionais manifestam apoio ao princípio de “uma só China”

A comunidade internacional defende as razões da China na questão de Taiwan

5 de agosto de 2022, 03:44 h Atualizado em 5 de agosto de 2022, 03:44

www.brasil247.com - Taiwan é parte da China Taiwan é parte da China (Foto: Global Times)

Rádio Internacional da China – A presidente da Câmara dos Representantes dos EUA, Nancy Pelosi, visitou a região de Taiwan no dia 2 de agosto, a despeito da forte oposição chinesa. Governos de vários países e várias organizações internacionais divulgaram declarações expressando apoio ao princípio de “uma só China” e manifestando oposição às condutas em prejuízo da soberania e integridade territorial do país.

O secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, disse que a entidade tem uma posição muito clara, que é a adesão à resolução aprovada pela Assembleia Geral da ONU sobre o princípio de “uma só China”. “Esta é a origem de todas as nossas ações”, assinalou Guterres.

O secretário-geral da Organização de Cooperação de Xangai (OCX), Zhang Ming, afirmou que o princípio de “uma só China” é um consenso geral da comunidade internacional e uma norma básica das relações internacionais. A OCX persiste neste princípio e se opõe resolutamente à interferência de forças externas nos assuntos internos dos países membros da organização. A entidade apoia que seus países membros salvaguardem a unificação nacional e protejam a própria soberania e integridade territorial, e vai continuar promovendo a cooperação para assegurar a paz, segurança e estabilidade da região.

O presidente de Cuba, Miguel Diaz-Canel Bermudez, postou em uma rede social que Cuba reitera oposição a qualquer ato em prejuízo da soberania e integridade territorial chinesa e expressa apoio ao princípio de “uma só China”.

O presidente da Nicarágua, José Daniel Ortega Saavedra, condenou no dia 3 a visita de Pelosi a Taiwan, considerando a ação uma provocação à China. A vice-presidente do país, Rosario Murillo, afirmou que a Nicarágua apoia a China na defesa da sua soberania e critica a parte norte-americana pelas interferências nos assuntos internos chineses.

A chancelaria bielorrussa divulgou uma declaração, salientando que está acompanhando de perto a tensão causada pela visita de Pelosi a Taiwan e está manifestando atenção às atividades provocativas norte-americanas de interferir nos assuntos internos chineses e agravar a situação. A Bielorrússia apoia o princípio de “uma só China” e apoia as medidas necessárias do país para realizar a reunificação nacional.

Fonte: https://www.brasil247.com/mundo/paises-e-orgaos-internacionais-manifestam-apoio-ao-principio-de-uma-so-china

Jacinto Pereira
Jacinto Pereira
Jacinto Pereira de Souza, Radialista, Historiador e Policial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove + 1 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.