Sempre encontram motivos para tentar conter fortalecimento e desenvolvimento da Rússia, diz Putin
20 de maio de 2021
Depoimento do ex-ministro Pazuello reforça a tese de omissões do governo federal durante a pandemia
20 de maio de 2021

Pequim expulsa destróier dos EUA que navegava perto das ilhas Xisha, no mar do Sul da China

O destróier USS Curtis Wilbur, da Marinha dos EUA, no porto de Busan (Coreia do Sul) em 2010

© AP Photo / Jo Jong-ho

Ásia e Oceania

04:52 20.05.2021(atualizado 04:56 20.05.2021) URL curta

6342

Nos siga no

Na terça-feira (18), a China havia contestado a passagem do mesmo destróier dos EUA através do estreito de Taiwan, afirmando que essa atividade perturbava “deliberadamente a situação regional”.

O Exército de Libertação Popular (ELP) da China expulsou o destróier norte-americano de mísseis guiados USS Curtis Wilbur depois que ele invadiu as águas territoriais da China nas ilhas Xisha, no mar do Sul da China, afirmou Tian Junli, porta-voz do Comando do Teatro Sul do ELP, em comunicado publicado nesta quinta-feira (20).

Tian chamou os EUA de “verdadeiros criadores de problemas” no mar do Sul da China, reporta a emissora chinesa CGTN, acrescentando que o porta-voz afirmou que a China salvaguardará resolutamente sua soberania e segurança, bem como a paz e estabilidade da região.

Destróier Type 055 comissionado pelo Exército de Libertação Popular da China (ELP)

© Foto / Handout

Destróier Type 055 comissionado pelo Exército de Libertação Popular da China (ELP)

Passagem pelo estreito de Taiwan

Na terça-feira (18), a China contestou a passagem do destróier através do estreito de Taiwan.

Na altura, o coronel Zhang Chunhui, porta-voz do Comando do Teatro Oriental do Exército chinês, disse que as ações de Washington “perturbam deliberadamente a situação regional e colocam em risco a paz e a estabilidade no estreito”.

Os EUA, por sua vez, explicaram que a embarcação “realizou uma passagem de rotina“. “A passagem do navio através do estreito de Taiwan demonstra o compromisso dos EUA por um Indo-Pacífico livre e aberto. Os militares dos EUA continuarão voando, navegando e operando em qualquer lugar onde a lei internacional permita”, comunicou a 7ª Frota da Marinha dos EUA.

Fonte: https://br.sputniknews.com/asia_oceania/2021052017548536-pequim-expulsa-destroier-dos-eua-que-navegava-perto-das-ilhas-xisha-no-mar-do-sul-da-china/

Jacinto Pereira
Jacinto Pereira
Jacinto Pereira de Souza, Radialista, Historiador e Policial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 4 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.