Coronavírus: PT propõe no STF derrubada da ‘PEC dos Gastos’ para garantir R$ 20 bilhões para a saúde
16 de março de 2020
Da saúde pública à política: aumenta a pressão sobre Bolsonaro
17 de março de 2020

Região italiana da Lombardia pede ajuda a Cuba no combate à COVID-19

 

© REUTERS . Flavio Lo Scalzo

A região no norte da Itália tem sido a mais afetada no país, registando cerca de metade de todos os casos de coronavírus, e irá utilizar o antiviral cubano usado com sucesso na China.

O governo da região Lombardia, Itália, solicitou formalmente a Cuba pessoal especializado no tratamento de doenças transmissíveis para ajudar a aliviar a crise causada pelo novo coronavírus, confirmou a embaixada do país insular em Roma.

“É meu dever confirmar que, de fato, recebemos uma carta do senhor [Giulio] Gallera [conselheiro de Saúde e Bem-Estar da Região Lombardia], formalizando o pedido de ter pessoal cubano especializado no tratamento de doenças transmissíveis”, afirma o comunicado assinado pelo embaixador cubano na Itália, José Carlos Rodríguez, escreve o portal Entorno Inteligente.

O diplomata confirmou que esta carta “foi devidamente transferida pela embaixada de Cuba na Itália às autoridades cubanas competentes, com as quais estamos em contato para este fim”.

O comunicado da embaixada de Cuba em Roma acrescenta que, nos últimos dias, tanto a Associação Nacional de Amizade Itália-Cuba como a Coordenação Nacional dos Cubanos Residentes na Itália tornaram públicos seus apelos às autoridades italianas para que considerem a possibilidade de pedir ajuda a Cuba.

O pedido inclui pessoal médico, e a utilização do antiviral cubano Interferon Alpha 2 B, que tem sido utilizado com sucesso contra a COVID-19 na China.

O embaixador cubano na Itália também lamentou a alta morbidade e mortalidade que a COVID-19 está causando na Itália.

Disseminação do coronavírus

Além da Itália, as autoridades sanitárias cubanas receberam pedidos de assistência de vários países do Caribe para enfrentar o novo coronavírus, incluindo os governos de São Cristóvão e Nevis, São Vicente e Granadinas, e Jamaica, aonde já chegaram 21 enfermeiras cubanas especializadas.

De acordo com os mais recentes dados, os casos de COVID-19 na Itália totalizam 24.747, incluindo 1.809 mortes. Lombardia tem sido a região mais afetada do país, registando 13.272 dos casos e 1.218 mortes.

Na sexta-feira (13), a China enviou ajuda à Itália, que tem sido a maior vítima do novo coronavírus no mundo fora da China.

No domingo (15), o Ministério da Saúde do Brasil declarou que vai convocar médicos cubanos para trabalhar na pandemia do novo coronavírus, segundo o diário Globo. Trata-se dos médicos cubanos que foram mandados embora do Brasil do programa Mais Médicos.

Fonte: https://br.sputniknews.com/europa/2020031615334651-regiao-italiana-da-lombardia-pede-ajuda-a-cuba-no-combate-a-covid-19/

Jacinto Pereira
Jacinto Pereira
Jacinto Pereira de Souza, Radialista, Historiador e Policial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × três =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.